Início >> Polo Tapajós

Polo Tapajós

O Polo Tapajós é constituído dos dezenove municípios que compõem a Região de Integração do Baixo Amazonas e a Região de Integração do Tapajós. A Região de Integração do Baixo Amazonas é formada pelos municípios de Alenquer, Almeirim, Belterra, Terra Santa, Oriximiná, Óbidos, Prainha, Curuá, Mojuí dos Campos, Monte Alegre, Faro, Santarém e Juruti.

Na Região de Integração do Tapajós encontramos os municípios de Aveiro, Itaituba, Jacareacanga, Novo Progresso, Rurópolis e Trairão.

Santarém, portão de entrada do polo, é uma das cidades mais antigas da Amazônia Brasileira. Fundada em 1661, é a terceira cidade mais populosa do Estado, atrás apenas de Belém e Ananindeua, na região metropolitana da capital. Por sua localização, Santarém ocupa papel importante no contexto de desenvolvimento da região Norte. Conhecida como a Pérola do Tapajós, se configurou como o principal entreposto no eixo Manaus/Belém ainda no período colonial e ganhou forte impulso comercial na fase áurea do Ciclo da Borracha.

Santarém e Belterra possuem vocação natural para o turismo, como o artesanato, o folclore, as manifestações culturais de grande notoriedade (como o Çairé, em Santarém); e o conjunto arquitetônico de Belterra, vila construída por Henry Ford durante o boom do período da borracha, com arquitetura típica americana rodeada de plantações de seringueiras. Há também atrativos naturais como o encontro das águas límpidas do rio Tapajós com as águas barrentas do rio Amazonas em frente à cidade de Santarém; as praias fluviais (como as da Vila de Alter do Chão); a Floresta Nacional do Tapajós; a Reserva Extrativista Arapiuns-Tapajós; as Áreas de Proteção Ambiental de Alter do Chão e Aramanaí; o Parque Nacional da Amazônia, o Lago Maicá, além de terras indígenas e áreas demarcadas para uso de remanescentes das comunidades quilombolas.

Oriximiná é o segundo maior município do Pará. Possui uma área de 107.604,4 km², só superado pelo município de Altamira (161.445,91 km²) em extensão territorial. A presença dos negros foi expressiva na região, por meio dos inúmeros quilombos existentes no polo, principalmente em Oriximiná, onde estão localizadas as primeiras terras tituladas no Brasil.

A presença de etnias indígenas é determinante no polo Tapajós. São duas terras indígenas localizadas no município de Oriximiná: o Parque Indígena Mapuera (na divisa com o Estado do Amazonas, entre os rios Mapuera e Nhamundá) e a Reserva Florestal e Parque Indígena de Tumucumaque (na fronteira com o Suriname e o Amapá); além de grupos remanescentes, como os Arapiuns e os Borari.